buscar
por

Universidade leva cidadania e serviços a municípios do Estado

Levar a Universidade e seus conhecimentos a cada canto do Estado é o principal objetivo do programa Ufes Presente, desenvolvido por acadêmicos dos cursos de Engenharia Ambiental, Direito, Psicologia, Pedagogia e Química. A intenção é buscar a aproximação entre a universidade e a sociedade, aplicando o conhecimento universitário para auxiliar as questões sociais de municípios do Espírito Santo, principalmente nas áreas de educação, saúde, direitos humanos e justiça, cultura e meio ambiente.

A proposta surgiu a partir do interesse de universitários em criar algo semelhante ao projeto Rondon, desenvolvido a nível nacional, envolvendo a participação voluntária de estudantes universitários na busca de soluções que contribuem para o desenvolvimento sustentável de comunidades carentes e ampliem o bem-estar da população.

A primeira ação do projeto aconteceu em Mucurici, em janeiro deste ano, onde os universitários ministraram minicursos, palestras, oficinas, realizaram mutirões jurídicos, além de uma gincana cultural e cinema na praça. “A extensão faz parte do tripé da formação universitária, e é extremamente necessária para levar a universidade à comunidade. O que a gente está buscando, neste momento, é ampliar a divulgação sobre esse projeto, que é ainda recente, para chamar estudantes, técnicos e professores para se inserirem nele, ampliando a área de atuação do projeto, já que a universidade possui essa diversidade de cursos e áreas de formação”, afirmou o coordenador do projeto, professor Maurice Costa.

Nesse momento inicial, participam cerca de 20 estudantes, sendo um bolsista e os demais atuando voluntariamente. A reitoria da Ufes e a prefeitura garantem o apoio com o material necessário, transporte, estadia e alimentação. Segundo o professor Maurice, a equipe está empenhada na construção da continuidade do projeto, juntamente com a administração central da Universidade, que está oferecendo o apoio necessário para o desenvolvimento da ação. “Tendo essa vivência, desde o planejamento, passando pelas reuniões com prefeitos e secretários para apresentar o projeto, até a experiência do dia a dia direto com a comunidade, lidando com conflitos, é uma oportunidade muito interessante para quem pode se inserir nessa ação, e colocar em prática a teoria que aprendeu em sala de aula”, afirmou.

De acordo com o professor, no início do ano que vem, é provável que novos municípios já estejam na agenda de presença do projeto. “O projeto já é uma realidade, fizemos o piloto e foi um sucesso, o município já pediu o retorno, e precisamos apenas finalizar e ajustar alguns pontos. O estudante quer participar porque sabe que pode ajudar ali, não só pela experiência que vai ganhar. Essa é uma forma de darmos um retorno à população sobre o serviço oferecido pela Ufes. Estimulamos, também, a formação de jovens que desejam se inserir na Universidade e não sabem como, não têm informação. A gente vai, dentro das nossas possibilidades, desenvolver esse papel da melhor maneira”.

UFES SOLIDÁRIA

Diante das chuvas que atingiram o Espírito Santo no final de 2013, a Ufes se tornou um ponto de apoio com o recolhimento de donativos para as vítimas das enchentes. De acordo com Maurice Costa, a Universidade planeja a criação de um grande programa chamado Ufes Solidária, no qual o Ufes Presente também estaria inserido para auxiliar nessas questões de amparo aos que necessitam. “A ideia é levar apoio e a prática da cidadania para esses lugares, onde muitas pessoas não tem documento, não possuem uma identidade mesmo como cidadão. A tentativa é conscientizar e levar às pessoas essa condição. Com o apoio da Universidade, proporcionar uma nova direção para a vida da sociedade”.

editor1

Arquidiocese

Fundada em 1958 e abrangendo 15 municípios do Estado do Espírito Santo conta com 73 paróquias. Desde 2004 D. Luiz Mancilha Vilela é o arcebispo da arquidiocese.

Mais posts do autor

COMENTÁRIOS