buscar
por

Scalabrinianas e os cuidados com os migrantes

Durante este ano, por ocasião do Ano da Vida Consagrada que segue até fevereiro de 2016, conhecemos um pouco da diversidade de congregações presentes na Arquidiocese de Vitória e a forma como os seus fundadores inspiraram os religiosos a viverem a mensagem do Evangelho. Nesta última edição, conheceremos quatro congregações que desenvolvem seus trabalhos na dimensão social.

Irmãs Dimesse
Congregação das Irmãs Dimesse Filhas de Maria Imaculada. Este é o nome da congregação fundada pelo franciscano Fr. Antônio Pagani, no ano 1579 na Itália. O nome Dimesse é um convite ao despojamento, ao esvaziamento. O carisma da congregação está baseado no capítulo 2 da carta aos Filipenses. Cada irmã é chamada à conformidade a Jesus Cristo Crucificado e Ressuscitado. Estão presentes na Paróquia Nossa Senhora da Conceição Aparecida, em Cobilândia, onde atuam nas atividades pastorais e conduzem a Fraternidade Leiga Fr. Antônio Pagani.

Missionárias de Nossa Senhora de Fátima
Com o lema “abraçadas à cruz, servir ao Senhor na alegria”, as Irmãs Missionárias de Nossa Senhora de Fátima tem como carisma a tarefa missionária difundindo a mensagem de Fátima. É uma congregação iniciada no Brasil, em 26 de julho de 1964 pelo Pe.Menceslau Valiukevicius. A presença das religiosas em Guarapari é voltada para o Recanto dos Idosos.

Irmãs da Consolação
O nome da congregação já indica o carisma iniciado por Maria Rosa Molas em 1857. As religiosas buscam evangelizar como instrumentos da Misericórdia e Consolação, entre os que sofrem qualquer necessidade, anunciando Jesus Cristo e estendendo o seu Reino. Dentre as atividades realizadas na Arquidiocese, está o trabalho desenvolvido no Centro Social Santa Mônica, em Guarapari.

Scalabrinianas
Uma congregação com carisma de acolher e cuidar dos migrantes, o “dom de amar o conterrâneo no estrangeiro e o estrangeiro, na nossa pátria”. Isso foi o que propôs o fundador Beato João Batista Scalabrini para a Congregação das Irmãs Missionárias de São Carlos Borromeu, juntamente com Padre José Marchetti e Madre Assunta Marchetti. O carisma é vivenciado em nossa Arquidiocese no acompanhamento da Pastoral do Migrante e junto as demais pastorais sociais.

editor1

Arquidiocese

Fundada em 1958 e abrangendo 15 municípios do Estado do Espírito Santo conta com 73 paróquias. Desde 2004 D. Luiz Mancilha Vilela é o arcebispo da arquidiocese.

Mais posts do autor

COMENTÁRIOS