buscar
por

SANTO ANTÔNIO TAMBÉM É PADROEIRO DE VITÓRIA

A Paróquia de Santo Antônio foi erigida em 22 de maio de 1951 por decreto Canônico de Dom Luiz Scortegagna, o 4º Bispo Diocesano do Espírito Santo. Seu primeiro pároco, padre Mateus Panizza, tomou posse no dia 13 de junho do mesmo ano, dia dedicado ao santo.

Essa paróquia, desde seu início, foi entregue à Congregação dos Padres Pavonianos, que em 1956, a pedido do Bispo Diocesano Dom José Joaquim Gonçalves, começaram a construção do Santuário em honra a Santo Antônio, já que a antiga igrejinha não comportava mais o número de fiéis.

O projeto arquitetônico do templo foi do polonês Estanislau Zasbruen e a base do Santuário foi feita em forma de cruz grega. O Santuário possui também uma imponente cúpula central e quatro semicúpulas em suas laterais, tendo a construção sido inspirada na arquitetura renascentista da igreja de Nossa Senhora da Consolação, em Todi, na Itália, construída no século XVI.

O mestre italiano Alberto Bogani foi convidado para pintar os afrescos no interior do templo e outro artista, também italiano, Carlos Crépaz foi responsável pelos vitrais e pelas esculturas. Quinze anos depois de iniciadas as obras, o Santuário de Santo Antônio foi inaugurado oficialmente pelo Arcebispo Dom João Batista da Mota e Albuquerque.

Antes de nossa cidade se chamar Vitória, chamou-se Ilha de Santo Antônio, santo que sempre esteve muito presente na religiosidade do povo. No início da década de 1950, um plebiscito foi organizado por autoridades religiosas e políticas e enviado à Santa Sé, pedindo que Santo Antônio também fosse declarado padroeiro da nossa capital. Quatorze mil assinaturas foram recolhidas na época, e em 2 de outubro de 1956, o Papa Pio XII, confirmou através de decreto que Santo Antônio e Nossa Senhora da Vitória eram, juntos, padroeiros da Cidade.

Testemunhas daquele tempo e pesquisas do padre pavoniano Gabriel Crisciotti, revelam que Dom José Joaquim Gonçalves, ao ser informado sobre o decreto enviou cartas às paróquias propondo que durante a programação dos festejos as imagens de Nossa Senhora da Vitória e a de Santo Antônio, visitassem as paróquias de Vitória e recebessem as honras devidas. Para isso planejou uma Semana Comemorativa da Oficialização pela Santa Sé dos Gloriosos Padroeiros de Vitória: Nossa Senhora da Vitória e Santo Antônio, realizada de 09 a 16 de dezembro de 1956.

Em 11 de agosto de 2008, um decreto Canônico da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, organismo da Santa Sé, em Roma, elevou o Santuário de Santo Antônio à dignidade de Basílica Menor, tornando-o a primeira Basílica do Estado do Espírito Santo. Em 2010 a Basílica-Santuário foi tombada como patrimônio histórico municipal de Vitória.

Os padres Pavonianos trabalharam incansavelmente para construir o Santuário e para atender no campo espiritual e social, os moradores da região. Administravam uma livraria no Centro de Vitória, fundaram também uma gráfica e abriram as portas para oferecer aos jovens carentes de Vitória cursos profissionalizantes.

revista vitoria –– junho –– arquivo e memória - 1956 (18)        revista vitoria –– junho –– arquivo e memória - LSC 0161

Giovanna Valfré
Coordenação do Cedoc

editor1

Arquidiocese

Fundada em 1958 e abrangendo 15 municípios do Estado do Espírito Santo conta com 73 paróquias. Desde 2004 D. Luiz Mancilha Vilela é o arcebispo da arquidiocese.

Mais posts do autor

COMENTÁRIOS