buscar
por

Pedagogia, religião, saúde, comportamento

Tem dúvidas? Então pergunte para quem sabe. Envie sua pergunta para mitra.noticias@aves.org.br

Maria Dejacy Grampinha Dias
Orientadora Educacional

Pergunte ao especialista_Pedagogia

Por que dizer não à criança?

Porque o não significa limite. Ao estabelecermos os limites estamos formando valores importantes na vida de nossas crianças. Educar é uma tarefa desafiadora e o não faz parte desta tarefa. Porém é importante explicá-lo, numa linguagem que a criança entenda. O não na hora certa e bem explicado fará diferença no seu desenvolvimento afetivo, emocional e cognitivo.

Como não ceder à chantagem?

Com firmeza e doçura. Quando a criança faz chantagem, os pais não devem ceder, caso contrário, irão reforçar esse tipo de comportamento que se tornará um círculo vicioso, perdendo-se o controle da situação. Os pais devem manter a calma, não se deixar levar pelo cansaço ou pela raiva, nunca perder a cabeça, ter sempre equilíbrio e bom senso. Na hora de conversar, coloquem as regras de maneira clara para que a criança compreenda os combinados estabelecidos.

Pe. Alceri Francisco Alves
Pároco na paróquia São José – Fundão

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Após uma tragédia, como trabalhar, no nível espiritual, o sentimento de vingança?

Quando passamos por alguma tragédia ou tribulação em nossa vida, é preciso, antes de tudo, exercitar duas virtudes: a confiança e a serenidade. Elas não deixam a nossa fé enfraquecer e nos livra de cairmos no desespero. A confiança na Providência de Deus, pois Ele é Pai e nunca nos abandona e a serenidade para aceitar que a situação é passageira. É preciso sentir-se abraçado por Deus e isso é possível através da oração.

O que é o perdão?

O perdão é uma atitude nobre que brota do coração, alicerçada na humildade de reconhecer que se errou. Esse reconhecimento se dá diante de Deus, diante do próximo e diante de si mesmo. O perdão sempre nos ajuda a recomeçar, a perceber a nossa limitação e, para isso, é preciso um abertura total à graça do Espírito Santo. É como o próprio São Paulo nos ensina: “O Espírito vem em socorro da nossa fraqueza.” (Rm 8,26)

Dr. Celso Murad
Médico Pediatra (Secretário-Geral do Conselho Regional de Medicina do Espírito Santo)

Pergunte ao especialista_Celso Murad

Qual a doença mais comum no Estado e como cuidar?

Aqui no Estado as doenças mais comuns são: resfriado, gripe e gastroenterite viral. Esta última é uma doença de verão, mas também muito comum no inverno capixaba. Como as estações do ano não são muito bem definidas, doenças mais comuns do verão, como dengue e gastroenterite viral, são também frequentes no inverno. O tratamento vai depender da gravidade, podendo necessitar de internação hospitalar. Se o doente não procurar um tratamento e não seguir as orientações médicas, pode chegar a óbito.

É possível evitar as doenças de inverno?

Sim. Para isso é importante tomar a vacina contra gripe e também ter o hábito de fazer uma boa higienização das mãos, lavando-as bem antes e após as refeições, após ir ao banheiro, nas visitas hospitalares (antes e após visitar o doente) e após contatos com locais públicos. Outro fator importante para evitar as doenças de inverno é manter o ambiente sempre ventilado, arejado. Esse cuidado ajuda na prevenção de gripes, resfriados e também dos vírus que causam infecções respiratórias graves, como as bronquiolites em bebês e as infecções por meningococo. Esta última pode provocar meningite e infecção generalizada. Os grupos de maior risco são os bebês e os idosos. A vacina contra Meningite C ajuda muito na prevenção e já reduziu bastante os casos da doença. Agora foi lançada a do Tipo B, que deverá reduzir ainda mais os casos de infecção por meningococo.

Irmã Catarina Deusdeth Natali
Psicóloga

pergunte ao especialista_irma catarina

Por que as pessoas estão menos respeitosas?

O respeito e os demais valores humano-cristãos são frutos de investimento numa formação integral do ser humano. A sociedade vem sofrendo uma crise profunda cultural, moral, religiosa. A inversão de valores atinge a família e também a escola, lugares privilegiados de formação dos referidos valores, da consciência, da cidadania. Os valores fundamentais para formar cidadãos honestos, respeitosos, tolerantes e solidários se desenvolvem principalmente na família. A escola também oferece sua contribuição para o crescimento do indivíduo, tornando-se um instrumento importante na educação da cidadania diante dos desafios da globalização e tecnologia, tantas vezes desumanizantes.

Falta de respeito é um ciclo vicioso?

Comportar-se de maneira respeitosa demonstra cuidado e consideração com o outro, favorecendo melhores relacionamentos das pessoas na convivência, nas diversas realidades. Como ninguém dá o que não tem, como esperar que aquele que se sente desrespeitado na sua vida, na sua individualidade, na sua dignidade de ser humano, respeite o outro? É preciso dar exemplo de respeito dentro da família, entre os cônjuges, com os filhos e demais pessoas da convivência diária. O testemunho é a linguagem mais eloquente na formação humana e transformação da sociedade.

editor1

Arquidiocese

Fundada em 1958 e abrangendo 15 municípios do Estado do Espírito Santo conta com 73 paróquias. Desde 2004 D. Luiz Mancilha Vilela é o arcebispo da arquidiocese.

Mais posts do autor

COMENTÁRIOS