buscar
por

Pedagogia da fé

Um dos desafios permanentes na história do cristianismo foi a transmissão dos ensinamentos de Jesus Cristo. A Igreja primitiva logo procurou cuidar desta tarefa com muito empenho, produzindo catecismos como a Didaqué e organizando escolas de catequese. Exemplo concreto presente no século II foi a Escola de Catequese de Alexandria, que teve como diretor Clemente de Alexandria, considerado um dos primeiros sábios do cristianismo. Ali ele estruturou um caminho catequético que se tornou exemplar.

Esse caminho toma o contexto cultural em que estão situadas as pessoas, a cultura do povo, numa espécie de diálogo com o mundo em volta. Essa preocupação já está presente no trabalho missionário de São Paulo quando se encontra com povos não judeus.

Clemente de Alexandria deixou uma trilogia de textos fundamentais onde é possível percorrer o caminho pedagógico da fé, que se inicia com a pessoa que busca o caminho da fé e, por isso mesmo, não se trata de nenhum ensinamento, mas de uma exortação. O modelo pedagógico de exortação é Jesus Cristo chamando os homens para que empreendessem com decisão o caminho da verdade. Assim Pedro escutou as palavras de Jesus, viu a pesca milagrosa e então acontece o chamado – “vem e segue-me, e te farei pescador de gente”. Então, o primeiro passo da catequese é um chamado, uma exortação.

O próprio Jesus, após o chamado, torna-se Pedagogo (Educador). É o momento em que aqueles que responderam à exortação são conduzidos para o batismo e se convertem em filhos de Deus. Dizemos hoje que é o “discipulado”. A imagem do pedagogo como aquele que pega o outro (a criança) pela mão e conduz para a escola. Jesus Cristo é o Pedagogo por excelência. Assemelha-se a outra imagem, a do Bom Pastor que carrega a ovelha nos ombros.

Por fim, o terceiro momento da catequese: o ensinamento. Jesus se põe na condição de mestre e propõe a seus seguidores ensinamentos mais profundos. A catequese então é o caminho de acompanhamento do catecúmeno e do batizado para que as duas asas – da fé e da razão – conduzam ao encontro da Verdade, Jesus Cristo o Verbo de Deus.

A pedagogia da fé estruturada na Escola Catequética de Alexandria mantém sua atualidade como caminho pedagógico. Não se destina apenas para a educação das crianças, mas sobretudo para a formação e desenvolvimento da pessoa humana em plenitude, tendo Jesus Cristo como modelo para o chamado, modelo de Educador e modelo de Mestre. Os três momentos essencial desta pedagogia são exortação, educação e ensinamento. Essa deve ser a ordem no caminho. Iniciar a catequese pelo ensinamento dificilmente se chega a algum resultado positivo. Quem sabe o desafio da perseverança na Igreja não decorre desta inversão de momentos na pedagogia da fé?!

Edebrande Cavalieri
Doutor em Ciências da Religião

editor1

Arquidiocese

Fundada em 1958 e abrangendo 15 municípios do Estado do Espírito Santo conta com 73 paróquias. Desde 2004 D. Luiz Mancilha Vilela é o arcebispo da arquidiocese.

Mais posts do autor

COMENTÁRIOS