buscar
por

Chegadas e partidas

Estava eu com a Revista Vitória, edição de dezembro, na mão, e a capa já me chamou muita atenção: “Para Dom Dario, com carinho! Dom Luiz”.
O que é isto? Dom Luiz não é mais o nosso Arcebispo? Já tem outro?
Como a tendência das dúvidas era aumentar resolvi correr até a minha avó que é uma especialista informal para assuntos gerais da Igreja.
Pelo menos a nossa família a enxerga assim…

- Como assim vó? Dom Luiz pode ir embora assim sem mais nem menos?
- Não é ir embora, Júlio. Você não acabou de ler a entrevista dele na revista? Aos 75 anos os bispos são convidados a colocarem o cargo à disposição.
- Mas Dom Luiz fez tanta coisa, vai ser legal sem ele?
- Você também teve o mesmo sentimento quando foi com Dom Silvestre, lembra? É um sentimento bonito, de gratidão.
- Dom Dario parece ser legal. Será que vai gostar daqui, vó?
- Tenho certeza que sim e que todos irão recebê-lo com muito carinho.
Eu já gostei do lema episcopal dele: “Nas Tuas Mãos”.
Inspirador e de muita fé.

Fui para casa pensando na conversa que tive com a minha avó.
Muita gente boa já contribuiu com esta história de 60 anos da Arquidiocese de Vitória e muita gente ainda vai passar por aqui. Quando vejo um seminarista imagino onde esta trajetória vai dar. Será que eles se inspiram em exemplos como Dom Luiz, Dom Silvestre e agora Dom Dario?

A entrega, dedicação e fé deles devem ser exemplos para todos nós e de tudo isto fica a certeza de que a trajetória de Dom Dario aqui com a gente vai ser linda.

Tem dois abraços que gostaria de dar.
Um em Dom Luiz, em agradecimento e já adiantando uma saudade com o desejo que a vida de emérito lhe seja plena e feliz. E o outro no Dom Dario para lhe desejar uma excelente experiência na condução da Igreja de Vitória.

Siga bem Dom Luiz, seja bem-vindo Dom Dario.

editor1

Arquidiocese

Fundada em 1958 e abrangendo 15 municípios do Estado do Espírito Santo conta com 73 paróquias. Desde 2004 D. Luiz Mancilha Vilela é o arcebispo da arquidiocese.

Mais posts do autor

COMENTÁRIOS