buscar
por

Anúncio do Anjo Gabriel a Maria

“Naquele tempo apareceu um decreto de Cézar Augusto, ordenando o recenseamento de toda a terra. Este recenseamento foi feito antes do governo de Quirino na Síria. Todos iam alistar-se cada um na sua cidade. Também José subiu da Galileia, cidade de Nazaré, à Judeia, cidade de Davi chamada Belém, porque era da casa e família de Davi, para se alistar com sua esposa Maria que estava gravida”. (Lc 2,1-5)

Diante deste quadro maravilhoso em que o Divino eleva o humano ao que há de mais nobre, amigo, que a nossa mente e nosso coração ajudem-nos a compreender e internalizar o que lemos sobre a vocação de Abraão (Gen 12, 1 ss). Ele acreditou, saiu de sua terra, obedeceu, aceitou o mistério da aliança proposta por Javé.

A Virgem Maria e José experimentam o Mistério da aliança. Novidade absoluta!
A espiritualidade cristã implica este mistério: Iniciativa Divina…, diálogo…, resposta humana… Ação Divina. Proposta, diálogo, resposta e missão! O discípulo de Jesus Cristo é convidado a fazer este caminho… Caminho de Abraão.

A pressa de Maria… “em saída’!

Assim que Maria ouviu a mensagem do anjo, depois de um sério diálogo e depois de ter pronunciado o seu “sim” diante do Senhor, “Eis aqui a ser a do Senhor, faça-se em mim segunda a Tua Palavra”, ela não se conteve. Evangelizada pelo anjo, possuída pelo Espírito Santo de Deus, torna-se a primeira evangelizadora. Maria, apressadamente, põe-se em saída, rápida! “Naqueles dias, Maria se levantou e foi às pressas às montanhas, uma terra de Judá. Entrou em casa de Zacarias e saudou Isabel”. (Lc.1,39-41).

Aqui, contemplando este fato, encontramos dois momentos importantes para o aprendizado do discípulo missionário.

Maria como “Escola de Espiritualidade missionária” ensina-nos os dois primeiros passos indispensáveis e essenciais para o discípulo missionário da Boa Notícia:

O1. O ponto de partida desta “Escola Missionaria” é o Encontro com Deus, realizado na escuta, no diálogo. na obediência e na atitude de pobreza de Maria que acolhe os desígnios do Senhor.

02. Evangelizada pelo anjo do Senhor a Virgem Mãe de Deus põe-se em saída. É a primeira missionária! Portadora do Verbo de Deus, em seu ventre materno! Ela partiu em direção da casa de sua prima Isabel para ajudá-la.

Eis, amigo, dois ensinamentos fundamentais para a sua vida de discípulo missionário. Para se por em saída missionaria você precisará cultivar o encontro com Deus na sua interioridade. Faça silencio em seu coração… medite e avalie a sua vida missionária.

Para estar em saída missionária o discípulo só conseguirá sair, partir, tendo estabelecido um pacto com o Senhor! De contrário se tornará um “panfleteiro” ou distribuidor de jornais, mas não um comunicador da Boa Notícia!

Dom Luiz Mancilha Vilela, sscc
Arcebispo emérito

editor1

Arquidiocese

Fundada em 1958 e abrangendo 15 municípios do Estado do Espírito Santo conta com 73 paróquias. Desde 2004 D. Luiz Mancilha Vilela é o arcebispo da arquidiocese.

Mais posts do autor

COMENTÁRIOS