buscar
por

Superação, fé e devoção marcam a Romaria dos Homens

Uma multidão de fiéis seguiram em romaria na noite deste sábado, para participar da mais numerosa manifestação de fé na Festa da Penha. A Romaria dos Homens reuniu pessoas com objetivos diversos: cumprir promessas, agradecer, completar um grande desafio, ou simplesmente pela devoção à padroeira do Estado.

Às 19h, do portal da Catedral Metropolitana, que se encontra em reforma, o bispo auxiliar da Arquidiocese de Vitória, Dom Rubens Sevilha, junto com o arcebispo de Juiz de Fora, Dom Gil Antonio Moreira, foi dada a bênção de envio aos romeiros.

Felipe Davel participa pela terceira vez da romaria, mas levou sua esposa, Ediane e os filhos de 1 e 9 anos pela primeira vez para acompanharem juntos a procissão. Para eles, o dia representa um momento de união da família, para passar, desde já aos pequenos, o sentimento devocional.

FP2015_HomensLB (4)

Aos 96 anos, dona Valentina Zamprogno vai todos os anos até a Catedral com a neta e o filho para acompanhar a saída dos romeiros. Com sua vela acesa, ela também saudou a Virgem da Penha. Superação parece ser a palavra comum aos romeiros que realizam a caminhada de 14km. Bem, 14km para alguns, pois André Maioli percorreu 35km, da Serra até o parque da Prainha. Para ele, que há um ano, com 33 anos, estava apresentando um quadro de diabetes, resolveu mudar seus hábitos, entrou na academia focado em se preparar para fazer todo o percurso da romaria dos homens, e saindo do seu bairro, Laranjeiras. “O pé está queimando, o corpo dolorido, mas meu objetivo principal eu cumpri. Ainda quero continuar empenhado para chegar até aqui sem dores, mas já estou feliz pelo meu desempenho, pois em outro ano que vim, precisei voltar antes de chegar, passei mal e quase desmaiei”, contou.

FP2015_HomensLB (70)

Outro exemplo é Jorge Barcelos, de Vila Velha, deficiente físico, participa da Romaria há 19 anos, para pedir paz no mundo, paz nas famílias e agradecer a intercessão de Nossa Senhora da Penha e por tudo que ela faz em sua vida. Caminhando cheio de energia com suas muletas, ele deseja que as pessoas acreditem mais em Deus e vivam o amor, especialmente, que os jovens em suas comunidades nunca se afastem de Deus.

FP2015_HomensMT (242)

Raisa Vital participou pela primeira vez e disse que a experiência enriqueceu a sua fé. “É uma prova de amor e fé a Nossa Senhora. Saio daqui muito mais convicta das minhas crenças e com muito mais vontade de voltar nos próximos anos”.

Cristiano também participou da Romaria pela primeira vez, com a sua filha Heloísa de apenas quatro meses, e sua esposa Ingrid. Para eles, a participação na Romaria é motivo de gratidão a Deus, principalmente pela vida da filha, por isso fizeram questão de trazê-la já este ano para a sua primeira Romaria.

FP2015_HomensMT (146)

Durante o percurso, diversas manifestações da fé e devoção e do povo capixaba. Paróquias e comunidades organizaram pontos de voluntariado para oferecer cafezinho, água, suco e cachorro quente. Outras pessoas apenas aguardavam a passagem da santa para fazer a sua prece. Enquanto isso, para não esmorecer na caminhada, gritos de “viva Nossa Senhora da Penha!”, ditos pelos próprios caminhantes, animavam os romeiros quando o cansaço começava a se manifestar.

A imagem de Nossa Senhora da Penha chegou à Prainha, onde acontece a missa, por volta de 23h45.

A Romaria dos Homens é de uma emoção única e inigualável. Poucos conseguem expressar em palavras o sentimento, mas a cada manifestação, cada gesto, cada oração feita no silêncio e singeleza de um olhar já são capazes de demonstrar aquilo que a boca não consegue dizer.

COMENTÁRIOS