buscar
por

Santuário Nacional de São José de Anchieta se posiciona contrário ao PL que quer tornar o santo patrono da educação

Através de uma nota oficial emitida neste sábado (25 e maio), o Santuário Nacional de São José de Anchieta se posicionou contrário ao projeto de lei do deputado Federal Carlos Jordy (PSL – RJ) que pretende tornar o santo, patrono da educação no Brasil. O título atualmente pertence ao educador, pedagogo e filósofo brasileiro, Paulo Freire.

A nota é assinada pelo reitor do Santuário, Pe. Nilson Maróstica e pelo vice-reitor, Pe, Bruno Franguelli, ambos da mesma ordem religiosa de São José de Anchieta, a Companhia de Jesus.

Para o Pe. Nilson, a figura de São José de Anchieta não deve ser manipulada para fins políticos e em sua opinião, o Projeto de Lei não tem a intenção de enaltecer tudo o que Anchieta representa para a educação, mas destronar Paulo Freire.

“Estão usando a figura de São José de Anchieta para fins políticos, para escudo de uma briga. Isso a gente não pode aceitar. Se fosse algo apenas para enaltecer Anchieta, assim como o Projeto de Lei que propôs a inclusão do nome dele no Livro dos Heróis da Pátria, e que foi sancionado, mas não é. A intenção é meramente ideológica”, afirmou.

No texto da nota, Pe. Nilson defende ainda que as  ideias de Paulo Freire não diferem das de Anchieta, cada um com a linguagem e métodos de cada época. A nota ainda aponta o primeiro professor do Brasil como um protoambientalista, indigenista e defensor dos direitos humanos e reconhece que ele não pode receber honrarias oficiais quando a política atual contraria esses ideais.

Leia a nota na íntegra:

WhatsApp Image 2019-05-27 at 3.12.50 PM

COMENTÁRIOS