buscar
por

Novos diáconos escolhem lema para sua missão: "dei-vos o exemplo, para que como eu fiz, também o façais"!

Seis diáconos transitórios (em vista da ordenação sacerdotal) foram ordenados hoje na Catedral de Vitória, diácono Alexandre, Rafael, Ricardo, Rodrigo Tarcio e Zaelton. O rito da Celebração foi acompanhado com emoção pelos fiéis que lotaram a Catedral e também o entorno, pois o espaço tornou-se pequeno perante o número de participantes. Cada um foi apresentado pelo padre Gudialace que na ocasião mencionou suas paróquias de origem e paróquias onde fizeram estágio pastoral.

Depois foi a vez de cada um ser chamado pelo diácono permanente, Renan Loyola, saudar os pais e responder o sim ao chamado da Igreja. Padre Jorge Campos, reitor do Seminário fez o pedido de ordenação e dialogou com o Arcebispo que o interrogou sobre a dignidade dos candidatos. Em seguida dom Dario perguntou aos fiéis se concordavam com a ordenação e disse que para o arcebispo é uma responsabilidade muito grande,, pedindo que se manifestassem com palmas. Aplaudidos com intensidade, dom Dario os acolheu com as seguintes palavras: “Com o auxílio de Deus escolhemos estes nossos irmãos para a ordem do diaconato”.

tratar menor (11) tratar menor (12)

ordenação diaconal-35

Na sequência dom Dario nos surpreendeu ao falar das características de cada candidato: “Alexandre demonstra uma atenção especial para com os idosos, não se preocupa em disponibilizar seu tempo para escutá-los e depois tem uma palavra amiga, cordial e cheia de esperança. É uma pessoa que está em busca do essencial: Jesus, a oração, o trabalho e os compromissos. Se alguém pedir para ele rezar, pode contar que ele vai rezar mesmo. Seu berço familiar é a paróquia Virgem Maria de Itacibá.

Rafael, esteve no Seminário, pediu para voltar ao seio de sua família, trabalhou em escola pública, na lavoura, cultivando tomate nas montanhas capixabas e voltou para a casa de formação para continuar seu discernimento. Hoje, mais de que nunca apresenta-se como agricultor de almas para o cultivo da vinha do Senhor.

Ricardo vem das beiras, das margens das praias de Conceição da Barra. Formou-se em medicina, mas tendo como exemplo São Lucas quer acompanhar mais de perto o Apóstolo São Paulo e Jesus de Nazaré nas viagens missionárias e demonstra muito carinho pelos pequenos e mais pobres. Está partindo em missão para Conceição do Araguaia no Pará junto com seus irmãos no diaconato Zaelton e Alexandre. Agora, além de médico do corpo será também médico da alma.

Rodrigo, vem de muito longe (risos), Vila Rubim , criado nos becos da vida da Vila, subiu e desceu ladeiras, por isso a ladeira do Seminário não é nada para ele. Fica assustado quando o bispo diz; ‘limpa o beco’. Está de partida para a missão em Lábrea com alegria, entusiasmo e prontidão. Demonstra muito carinho pela liturgia.

Tárcio vem das montanhas, da terra da banana e do leite, terra também de cachoeiras e belas paisagens, Alfredo Chaves. Terra de vocações sacerdotais, sua mãe é animadora da pastoral vocacional. Tárcio traz como formação administração de empresas, agora vai administrar os corações para Jesus, Maria e José.

Zaelton, o nosso Baiano que Vitória acolheu como acolhe tantos irmãos vindos da Bahia. Sendo Baiano, a gente já sabe, devagar e sempre! Foi inserido na Comunidade de Base da paróquia São Pedro. Gosta de escrever e, neste momento, integra a Comissão de Redação da Assembleia do Povo de Deus”.

tratar menor (13)

Após a apresentação das características de cada um, dom Dario expôs 3 pontos a partir da liturgia sempre dirigindo aos candidatos e a partir do lema por eles escolhido “dei-vos o exemplo para que como eu fiz também o façais:

  1. Quando Jesus diz ‘dei-vos o exemplo, ele se refere a todas as suas ações. Cada diácono é chamado a estar a serviço dos excluídos e quem mora em região rica deve se perguntar quem são os pobres naquele região e optar por eles.
  2. Quando Jesus diz ‘como eu fiz’, é a memória dos últimos momentos de sua vida: o pão e o vinho partilhados e o Lava-pés, uma escolha que mostra a radicalidade do amor. Isso que é pedido a vocês que serão ordenados.
  3. Quando Jesus diz ‘também vós façais’, está nos convidando a entrar e nunca mais sair da sua escola.

Para concluir o Arcebispo disse: futuros diáconos, coragem e fiquem firmes e fiéis na escuta do Senhor e coloquem-se à disposição no serviço da caridade.

Durante a promessa de obediência ao Arcebispo e seus sucessores, dom Dario brincou com os candidatos que respondiam sim à sua pergunta, com expressões como: quero ver.. ganhou no tom forte…fique esperto…etc…

Como gesto concreto de desprendimento os diáconos se prostraram no chão sem tapetes, durante a ladainha enquanto se invocavam todos os santos e santas de Deus, depois foram ordenados pela imposição das mãos de dom Dario, receberam o Evangelho que irão anunciar e foram acolhidos pelos diáconos permanentes da Arquidiocese..tratar menor (17)

Por fim, em nome de todos, o diácono Tárcio fez os agradecimentos aos professores, colegas, reitor e formadores, ao arcebispo atual e ao anterior que os acolheu no Seminário, aos pais, citando o nome de todos e por fim o compromisso do grupo de nunca esquecerem de suas origens.

O álbum de fotos completo da Ordenação Diaconal está na fan page da Arquidiocese de Vitória

COMENTÁRIOS