buscar
por

Fofoca não é coisa de cristãos, repete dom Dario nos Encontros com as Áreas Pastorais

A preparação para a Assembleia do Povo de Deus que vai acontecer no início do ano que vem, realizou ontem mais uma etapa com o encontro da Área Pastoral de Vitória.

Todas as paróquias da Área estiveram presentes e após a oração e a acolhida feita por padre Anderson Teixeira, coordenador da Área, foi apresentado um vídeo que mostrou as características da cidade, os desafios e um pouco da ação da Igreja nestas realidades. Depois foi a vez de dom Dario Campos, Arcebispo Metropolitano, fazer suas considerações e orientações. Como nas outras quatro Áreas, dom Dario colocou o foco de suas palavras no alerta sobre fofocas nos espaços da Igreja (comunidades, paróquias seja entre leigos ou padres). Segundo ele “a fofoca destrói e a verdade leva ao crescimento”. Dom Dario lembrou que recebe cartas anônimas com denúncias e afirmou que “isso não é coisa de cristãos”. Também agradeceu aos leigos por serem presença dele e dos padres nos ambientes e lugares onde eles não conseguem chegar e reafirmou que seu desejo é caminhar junto com todos.

Na segunda parte de suas exortações, o Arcebispo explicou o significado das leituras da liturgia deste final de semana.”Cada uma das três leituras fala de uma das Pessoas da Santíssima Trindade, mas todas falam das três Pessoas e nos ensinam a viver em comunhão nas diversidades das comunidades”, disse. Referindo-se especificamente à leitura do Evangelho,  e relacionando com a primeira parte de seu discurso, dom Dario disse que o Espirito nos encaminha para a verdade, mesmo que não tenhamos consciência plena da verdade.

No terceiro momento lembrou a história da Arquidiocese, o papel da CNBB, Conferência dos Bispos do Brasil e suas orientações (O Pão - A Palavra – A Caridade – A Ação Missionária) e principalmente alertou a seguirmos as orientações do Papa Francisco repetindo uma frase que disse em todas as Áreas Pastorais “quem não estiver na barca de Francisco, está numa barca furada e barca furada afunda”.

A partir das instruções de padre Renato Criste, Coordenador de Pastoral, a área inicia os trabalhos nas comunidades, paróquias e área pastoral para enviar as contribuições de todos ao Secretariado de Pastoral que fará a síntese de todas as Áreas.

COMENTÁRIOS