buscar
por

Encontro e interação marcam abertura do Muticom

Centenas de pessoas de diversas partes do país vieram a Vitória para debater sobre ‘Ética na Comunicação’. E já na abertura do 9° Mutirão de Comunicação (Muticom) que aconteceu nesta quarta-feira (15) no Centro de Convenções de Vitória, deu para sentir como será o evento: muita interação, troca de experiências e descoberta das belezas de nosso Estado.

Os participantes, na chegada, foram recepcionados e acolhidos com a música do grupo HumanizART. Os estandes montados no local também oportunizaram, aos que chegavam, um pouco mais de conhecimento sobre o Estado, com o artesanato, livrarias, lojas, etc.

A palestra de abertura com o padre Gildásio Mendes foi descontraída e marcada pela interação com a plateia. Ele falou sobre um novo olhar para a questão da ética na internet, que deve ser pensada sobre o tempo e não sobre o espaço. “Todo o tempo existente está no tempo de Deus. Deus aproxima através do amor e da fé, e dialoga com todo esse universo de relações em todos os ambientes”. Padre Gildásio afirmou que o desafio atual é criar uma liturgia para o tempo virtual e ainda disse que o Código de Ética para a Comunicação está no Evangelho de Lucas 5, 1-11.

Quem veio ao Muticom, busca estreitar relações e adquirir conhecimento sobre a temática do encontro. É o caso de Márcia Koffermann de Porto Alegre, que pela primeira vez participa de um Mutirão. “As questões do encontro são bem atuais e a comunicação é de extrema importância para a juventude, exigindo de nós mais conhecimento para lidar com esse público”. O padre Adalto, de Guarapuava, no Paraná afirmou que veio “motivado pela vontade de comunicar o Evangelho com mais eficácia”.

Comprovando a fala do arcebispo Dom Luiz Mancilha, que Mutirão de Comunicação é lugar de encontro de pessoas que buscam a ajuda mútua, um grupo de três catequistas que formam o grupo “Catequistas em Formação” na internet, se conheceram pessoalmente exatamente hoje, primeiro dia de Muticom. Angela Rocha, Nilva Mazzer (ambas do Paraná) e Cláudia Pinheiro (do Rio de Janeiro) se uniram há 5 anos para ajudar, via redes sociais, catequistas de todo o Brasil. “Nós fazemos grupo de estudo, sugerimos dinâmicas, orações e tiramos dúvidas, tudo pelo Facebook, ninguém fica sem resposta”, contaram. Elas vão participar do Grupo de Trabalho sobre redes sociais para atualizar e absorver o máximo de conhecimento.

IMG_20150715_205247136

IMG_20150715_205230434

IMG_20150715_202039667

IMG_20150715_201057733

IMG_20150715_195526383

IMG_20150715_194912262

IMG_20150715_194617192

IMG_20150715_174424795

IMG_20150715_173538807

IMG_20150715_173314244

IMG_20150715_173033757

IMG_20150715_172938464

IMG_20150715_172924607

IMG_20150715_172331144

IMG_20150715_171609390

IMG_20150715_171525629

COMENTÁRIOS