buscar
por

Deus não quer perder nenhum de nós. Abra o seu coração e deixa a luz de Deus entrar

“Quarta-feira de Cinzas, inicio do período quaresmal na Igreja Católica. Dia em que somos chamados ao arrependimento, à conversão”. Fazendo essa lembrança, o arcebispo dom Dario Campos iniciou a missa da Quarta-feira  de Cinzas na Catedral Metropolitana de Vitória, concelebrada pelos padres Renato e Altamiro.

Saudando a todos com alegria ele reforçou o convite para que todos participem no próximo domingo, às 15 horas, da abertura oficial da Campanha da Fraternidade 2020 na Arquidiocese de Vitória, com início na Catedral de Vitória.

“A Igreja Particular de Vitória está unida à Igreja em todo Brasil, junto com a CNBB, e a Campanha da Fraternidade, desde seu início, representa muito para o povo. Este ano o tema é “Fraternidade e Vida: dom e compromisso”, e lema o texto do bom samaritano tão conhecido por nós. Que neste domingo todos participem deste momento tão significativo para todos nós. Desde já sejam todos bem- vindos”, acolheu dom Dario.

A Celebração Litúrgica da imposição das cinzas, explicou o arcebispo, abre o caminho da Quaresma dando a todos a oportunidade de reconhecer seus pecados, buscar o perdão e a misericórdia divina. Ao ouvir a Palavra do Senhor, ao receber as cinzas e ao participar da Mesa Eucarística, cada cristão inicia um caminho de aprofundamento da fé e de busca sincera de conversão.

Em sua homilia, Dom Dario compartilhou três elementos da Liturgia de hoje. O primeiro do profeta Joel, que chama os filhos e filhas de Israel, que com os corações abertos, rasgados, estão diante diante do Senhor e de usa misericórdia divina. O segundo momento é  exortação de Paulo aos Coríntios que se faz a todos nós hoje reunidos. ” Deixai-vos reconciliar com Deus”. O terceiro momento diz respeito ao caminho que Jesus indica a seus discípulos para a conversão.

“Jesus nos pede esse exercício neste retiro quaresmal que iniciamos. O desejo é que o povo se coloque disponível para receber o perdão dos pecados e isso só é possível quando o homem se aproxima de Deus, com coração aberto, rasgado. Deus nos convida a nos arrepender dos nossos pecados, a sarar nossas feridas. Que cada um de nós possa deixar seus erros e ir em busca da conversão na certeza que seremos acolhidos. Certamente cada um de nós precisa se reconciliar com Deus. A ação amorosa, a gratuidade que Deus oferece pela nossa ação vai reconciliar toda humanidade com Deus. O protagonista é o próprio Deus, desse modo o apóstolo nos convida a não alçar o olhar para o mundo, para o pecado, mas manter o olhar para a cruz, para o exemplo salvífico de Cristo. Deus não quer perder nenhum de nós. Abra o seu coração e deixa a luz de Deus entrar. Deus nos chama para si para seu amor e isso se realiza num grande convite de reconciliação consigo mesmo, com nossos irmãos, com Deus”, disse.

Dom Dario lembra que a justiça que Deus deseja é que nós tenhamos uma vida exercitando os valores do evangelho, que apontam a partilha, a solidariedade, a comunhão, a ajuda aos pobres e necessitados.

“Quaresma é um período que deve ser marcado pelo exercício de três palavras: a esmola, o jejum e a oração. Não podemos esquecer. Sendo assim nos aproximemos do Senhor com nossos corações rasgados. Que o Senhor nos conceda uma santa quaresma. Amém”,concluiu.

Após a homilia, Dom Dario fez a benção das cinzas. A imposição das cinzas  aconteceu logo após a benção final.

COMENTÁRIOS