buscar
por

Congresso das famílias reuniu cerca de duas mil pessoas

“Excelente. Foi além das expectativas”, foi assim que Abelino Afonso Pereira da Comissão Arquidiocesana da Pastoral Familiar que juntamente com a esposa Dilma Pereira coordenaram as oficinas, se referiu ao 1º Congresso Arquidiocesano das famílias que aconteceu neste final de semana.

Para Abelino, tanto o Dom Antônio Dias Duarte que fez as palestras principais, quanto pe. Jorge Alves Filho que palestrou na oficina ampliada, trabalharam bastante e bem o lema do Congresso “O óleo sobre as feridas”. A proposta era que os participantes encontrassem nos grupos que acompanham as famílias, o óleo que cura as dificuldades e os desafios que surgem no dia a dia familiar.

Os participantes ouviram, fizeram perguntas, obtiveram respostas, escolheram os temas que queriam aprofundar mais, rezaram e confraternizaram.

O público participante era heterogêneo e as perguntas apresentadas demonstraram que a doutrina e a estrutura da Igreja ainda são pouco conhecidas. Tanto o Dom Antônio quanto padre Jorge com base nas práticas e nos documentos da Igreja, especificamente na recente Exortação Apostólica do Papa Francisco, Amoris Laetitia, contribuíram muito para esclarecer as dúvidas levantadas.

O público inscrito era de 1.300 pessoas, mas no sábado, 1º dia do Congresso, o padre Renato Criste, coordenador do evento e da Comissão para a Vida e a Família da Arquidiocese de Vitória, consultou os inscritos sobre a possibilidade de abrir as atividades do domingo para não inscritos. Os participantes não só concordaram, mas saíram com a tarefa de convidar outras pessoas, o que trouxe ao evento um caráter solidário e missionário.

Parabéns a todos pela organização, diz Abelino e ao Darwin pelo espaço e estrutura que atendeu muito bem às necessidades do evento.

COMENTÁRIOS