buscar
por

Acolhimento e Comunhão nas lutas pelos pobres e marginalizados é a proposta do Encontro Igreja e Sociedade em Ação

Agir em busca de uma transformação social onde os marginalizados e os pobres tenham voz e vez a partir do compromisso com a Palavra de Deus, foi o tom do Encontro Igreja e Sociedade em Ação, que aconteceu no sábado, 27 de julho.

O evento reuniu cerca de 500 pessoas de pastorais, movimentos sociais e Igrejas e contou com a presença do Arcebispo de Vitória, dom Dario Campos, a prof. Marlene de Fátima Cararo e o prof. Jocelino Junior.

DSC07789

O momento de espiritualidade teve como base a leitura do Livro do Profeta Ezequiel, no qual o Deus conduz o profeta a um vale de ossos secos e diz “eis que vou fazer com que sejais penetrados pelo espírito e vivereis”. Após esse momento seguiram-se as palavras de Dom Dario que citando Moisés, na experiência do encontro com Deus, quando ouve do Senhor como ele sente as dores da humanidade “Neste encontro entre a humanidade e a divindade, o servo é colocado diante da face de Deus, que se revela a ele, como sendo um Deus próximo, capaz de sentir as dores mais profundas do seu povo e de se envolver em sua história. Desse modo, ao revelar o seu nome a Moisés, o Senhor se autodefine, visto que, o nome divino não indica somente quem é Deus, mas, sobretudo, como Deus age”. Na sequência a profª. Marlene expôs sobre o regime capitalista que cada vez mais fortalece o abismo entre pobres e ricos e, por fim, o prof. Jocelino falou sobre sua experiência nos Movimentos Sociais, sua história de vida e relação com a Igreja e a Pastoral da Criança.

DSC07753

Na fila do povo, as pessoas expressaram suas angústias e esperanças e aproveitaram o momento para sugerir pautas de defesa da vida que possam ser assumidas pela coletividade ali presente.

DSC07865

Na parte da tarde representações das pastorais, movimentos e Igrejas fizeram propostas para dar continuidade à iniciativa do Vicariato. As mesmas serão posteriormente organizadas, refletidas e divulgadas em outros momentos.

O sentimento que pairou durante todo o tempo era de alegria pela iniciativa e vontade de comunhão em ações que possam fortalecer a ação de cada grupo.

Para expressar o acolhimento dois momentos tiveram destaque durante a fila do povo, momento em que o microfone foi aberto aos participantes. Dois participantes pediram ao dom Dario para receber um documento e a bandeira do movimento pela moradia que foi levada por Maria Clara da Silva conhecida por sua militância no Movimento Nacional de Luta pela Moradia (MNLM)

DSC07886-Editar DSC07824

O encontro entre os mais jovens e as pessoas com uma caminhada maior aconteceram naturalmente nos intervalos e momentos de partilha e motivaram as palavras de pe. Kelder ao encerrar o evento a se comprometer em articular, através do Vicariato para a Ação Social, Política e Ecumenismo o desejo de continuidade e fortalecimento dos grupos e pastorais representados.

DSC07864

Veja aqui algumas outras fotos do evento.

COMENTÁRIOS