buscar
por

Ações garantem alimentos, produtos de higiene e conscientização sobre a pandemia do coronavírus para população de rua

Duas ações realizadas nos dias 24  e 25 de março garantiram alimentação e produtos de higiene pessoal para mais de 200 pessoas em situação de rua em bairros de Vitória e Serra. A iniciativa partiu do Movimento Nacional da População de Rua e tem o apoio da Pastoral do Povo de Rua da Arquidiocese de Vitória e de dezenas de voluntários que se disponibilizam ajudar.

Durante as ações, que aconteceram em Jucutuquara, Itararé, Jardim da Penha, Laranjeiras, Serra-Sede e Nova Almeida, foram entregues água, sucos, biscoitos, pães, e alimentos prontos e produtos de higiene como sabonetes, escovas e pasta de dente, álcool em gel e máscaras de proteção. Os voluntários também levam informações sobre a situação de pandemia do coronavírus e formas de evitar a propagação da doença.

As ações continuaram a acontecer enquanto durar as doações, segundo o coordenador arquidiocesano da Pastoral do Povo de Rua, Júlio Pagotto “As doações podem ser recebidas, em dinheiro, através do aplicativo Pic Pay , e quem puder ajudar com alimentos e produtos de higiene, a Casa do Cidadão, em Maruípe, está funcionando como ponto de recebimento.

WhatsApp Image 2020-03-26 at 10.53.36 AM

Pagotto destaca que estão acontecendo reuniões com representantes do Poder Público e que desses encontros sairão outras propostas de ações. “Nós precisamos desse apoio, porque é necessário que essas ações sejam articuladas com as prefeituras de todo Estado do Espírito Santo. Só na Grande Vitória são mais de 1200 pessoas nas ruas, então temos que continuar a construção dessa rede de ajuda, tendo o poder público como agente coordenador”ressaltou.

Propostas

Na segunda-feira (23 de março), o vigário do Vicariato de Ação Social, Política e Ecumênica da Arquidiocese de Vitória, Pe. Kelder Brandão entregou à Secretária Estadial de Direitos Humanos, Nara Borgo Cypriano Machado, uma Carta com propostas para ação e proteção à população em situação de rua no Espírito Santo.

“As propostas foram entregues e agora esperamos a articulação do estado para implementar o que foi sugerido”, afirmou Pe. Kelder.

1 2 3 - Cópia 4 5

 

 

COMENTÁRIOS