buscar
por

Vitória vista do mar

Já pensou em conhecer alguns pontos de Vitória de uma perspectiva diferente? Vista do mar para o continente, as paisagens da Ilha do Mel confirmam o que já sabemos; Vitória é um lugar de uma privilegiada beleza natural, e seus edifícios, que misturam a arquitetura moderna e antiga, a tornam ainda mais bela e charmosa.

É possível conhecer a Ilha de Vitória e alguns pontos do município de Vila Velha neste ângulo diferente, realizando um passeio de escuna oferecido diariamente em dois horários, de manhã e de tarde, com saída do primeiro píer de Camburi.

A primeira bela vista que se tem no início de passeio é a orla da Praia de Camburi e a Ilha do Socó, onde reside uma família que vive da venda de peixes e mariscos.

Mais adiante são avistadas a Ilha Rasa, Ilha do Boi, Ilha do Frade e a Ilha do Papagaio (onde está instalado o Projeto Tamar).

O passeio continua com as agradáveis paisagens da Enseada do Suá, seguindo em direção à Terceira Ponte. Do lado de Vila Velha são avistados o Morro do Moreno, Farol de Santa Luzia, Convento da Penha e a Prainha do Convento, onde ficam atracados os barcos de pesca.

Voltando o olhar para Vitória, um pouco mais à frente aparecem a Ilha da Fumaça, Ilha das Cobras, Ilha das Pombas, o Morro do Moreno, o Penedo, e o Porto de Vitória.

Muitas curiosidades sobre esses locais são contadas pelo comandante da escuna, Ricardo Capiche, como por exemplo, a informação de que o bairro Ilha do Boi recebeu este nome porque antigamente existia uma fazenda de gados muito conhecida no local. Com o aterro da Enseada do Suá, realizado na década de 70, o local deixou de ser uma ilha, mas o nome do bairro permaneceu.

Outra ilha cheia de curiosidades é a Ilha do Frade, que têm esse nome desde que pertencia a Companhia de Jesus. Embora tenha tido vários outros nomes, em virtude dos proprietários que teve, o nome mais forte e mais conhecido permanece até hoje.

A passagem da escuna por debaixo da Terceira Ponte, cujo nome oficial é Darcy Castello de Mendonça, dá a dimensão da grandiosidade desta construção, considerada a quinta maior ponte do Brasil, com uma extensão de 3.300 km e chegando a 70 metros de altura em seu vão principal.

A Praça do Papa, a Catedral de Vitória, o Palácio Anchieta e outras tantas obras arquitetônicas belíssimas também podem ser apreciadas enquanto algumas informações sobre elas são passadas pelo comandante.

A vida marinha do entrono da Ilha de Vitória é riquíssima, pois o litoral da cidade é caminho para algumas espécies que se deslocam para outros estados, como a Bahia. Por isso, em algumas épocas do ano, golfinhos podem ser vistos durante o passeio. Os peixes, entretanto, estão sempre ao redor da escuna.

A única parada do passeio acontece no píer do Museu Ferroviário da Vale, onde é possível desembarcar para conhecer o local e apreciar um lanche no Café do Museu.

No retorno, o percurso é o mesmo, mas é mais uma oportunidade de conferir novamente todas as belezas dos municípios de Vitória e Vila Velha e de ver bem perto as embarcações gigantes que entram no porto.

O passeio é oferecido pela escuna Cores do Mar em dois horários: às 10 e 15 horas. As reservas podem ser feitas pelo telefone (27) 99944.4497.

sugestões

sugestões novas (1)Lara Roberts

 

 

editor1

Arquidiocese

Fundada em 1958 e abrangendo 15 municípios do Estado do Espírito Santo conta com 73 paróquias. Desde 2004 D. Luiz Mancilha Vilela é o arcebispo da arquidiocese.

Mais posts do autor

COMENTÁRIOS