buscar
por

Verão e Sol... pode?

Chegou o verão! Praia, Sol, sorvete, férias para alguns e… espere aí. Eu falei Sol?

Agora complicou. Isto é bom ou ruim? Quando eu era novo minha avó falava que eu tinha que ficar um pouco sob o Sol porque eu era muito branquinho e isto não era saudável. Claro que eu obedecia, afinal a sabedoria de nossos avós nunca deveria ser desprezada. Hoje quando se fala em Sol eu já penso em filtro solar.

Existem muitos alertas para os danos que a exposição aos raios solares pode causar à nossa saúde.

O câncer de pele é o mais temido de todos. No Brasil, este tipo de câncer corresponde a 30% dos casos de tumores malignos registrados e a cada três horas uma pessoa morre deste tipo de doença no país (dados de 2016 – fonte: Instituto Nacional do Câncer). O envelhecimento precoce da pele também é um dos efeitos do excesso de Sol – com o tempo a pele perde a elasticidade e firmeza. E não é só a pele que sofre, muita gente desenvolve problemas de vista devido à exposição excessiva.

As dicas para não sofrer com tudo isto são muitas:

  • Evite se expor aos raios solares nos horários entre onze horas da manhã e as 16 horas (horário de verão);
  • use protetor solar com fator de proteção de no mínimo 30;
  • use óculos escuros que tenham lentes com proteção aos raios ultra violeta – evite aqueles de camelôs que geralmente não garantem esta proteção;
  •  hidrate-se, beba bastante líquido;
  •  hidrate também a pele com cremes hidrantes específicos.

Voltando a falar sobre a dica da minha avó, ela não estava errada, pois o Sol também trás muitos benefícios à nossa saúde.

A vitamina D em nosso corpo precisa dos raios solares para ser ativada e ela é responsável por muitas funções relacionadas ao nosso bem estar. Ela estimula o desenvolvimento e a manutenção dos ossos, o que colabora com o crescimento saudável das crianças e evita a osteoporose em adultos e idosos. A imunidade do nosso corpo também aumenta com a ativação da vitamina D em nosso organismo. Ela também ajuda a reduzir o risco da diabetes do tipo 2, pois ajuda na secreção de insulina. Pesquisas recentes apontaram que pessoas com bom nível desta vitamina no organismo possuem as paredes das artérias menos rígidas diminuindo a possibilidade de arteriosclerose e por conseqüência de infartos. Ela também é uma das responsáveis pela saúde hormonal, na nossa performance mental, no controle de peso e no controle da massa muscular.

A exposição aos raios solares também estimula a produção de serotonina que nos ajuda em importantes funções, como a regulação do sono, combate à depressão e distúrbios de humor, combate à enxaqueca, favorece a saciedade alimentar, combate a acne, favorece a atividade sexual e ameniza a TPM.

E agora? Fugimos dos malefícios ou nos arriscamos atrás dos benefícios?

A ótima notícia é que 30 minutos de exposição diária aos raios solares no horário indicado (evitar de 11h às 16h – no horário de verão) e com filtro solar é mais do que o suficiente para que você possa aproveitar todos os benefícios que o Sol pode possibilitar à sua saúde.

Então, que tal aproveitar este verão e iniciar de maneira bem saudável esta relação entre você e o Sol?

Viver_Bem

Vander Silva
Fonte: Instituto Nacional do Câncer

editor1

Arquidiocese

Fundada em 1958 e abrangendo 15 municípios do Estado do Espírito Santo conta com 73 paróquias. Desde 2004 D. Luiz Mancilha Vilela é o arcebispo da arquidiocese.

Mais posts do autor

COMENTÁRIOS