buscar
por

O bom ar que vem do verde

Lembrança viva de minha infância é a samambaia. Era raro ir à casa de alguém e não encontrar esta planta na sala de estar. Durante muito tempo ela ornamentava os lares de muita gente.
Hoje cercados de tijolos e concreto nos afastamos cada vez mais do convívio com as plantas e dos benefícios que elas podem proporcionar em nossa vida. Benefícios que não são poucos.
Antes de qualquer coisa é inegável que elas ajudam a ornamentar nossas casas, seja uma samambaia, uma orquídea, um bonsai ou qualquer outra de sua preferência. Elas ajudam a purificar o ambiente, já que enquanto nós inspiramos oxigênio e expiramos gás carbônico elas fazem justamente o contrário na realização da fotossíntese.

Em tempos de mais calor e ar seco as plantas também nos ajudam em relação a isto. Ao absorver água elas transpiram e com isto devolvem umidade ao ambiente o que é excelente para evitar doenças como gripe.

O contato com plantas nos ajuda a reduzir níveis de estresse e ansiedade, diminuindo os riscos de pressão alta. Um estudo feito com 90 enfermos em um hospital, realizado pelo centro de pesquisa norte-americano National Center for Biotechnology Information constatou que pacientes que receberam plantas em seus quartos apresentaram uma melhor recuperação.
E se em nosso dia a dia respiramos muito ar poluído, vale lembrar que as plantas funcionam como um filtro tornando este ar mais limpo. Ainda existem outras pesquisas que afirmam que as plantas ajudam na nossa concentração, no combate ao fumo e em nosso humor.

Uma antiga lenda que você já deve ter ouvido em algum lugar falava do perigo de dormir com uma planta no quarto já que ela “rouba” o nosso oxigênio. Sobre esta afirmação o botânico Gilberto Kerbauy, da Universidade de São Paulo, argumentou em entrevista à revista Superinteressante que “se isto fosse verdade não haveria um índio vivo na Floresta Amazônica”.
O que a planta absorve de oxigênio para realizar a fotossíntese é muito pouco, muito menos que uma pessoa, por exemplo.

Portanto considere a ideia de ter em sua casa uma planta que atenda as suas necessidades já que existem aquelas que precisam de menos água e espaço. Mas fique atento a alguns cuidados como não colocá-las onde a luz do Sol atinge mais forte durante o dia e evitar que elas fiquem em locais onde as pessoas possam esbarrar podendo danificá-las.
Os benefícios virão. Bons ares lhe aguardam.

Vander Silva 

editor1

Arquidiocese

Fundada em 1958 e abrangendo 15 municípios do Estado do Espírito Santo conta com 73 paróquias. Desde 2004 D. Luiz Mancilha Vilela é o arcebispo da arquidiocese.

Mais posts do autor

COMENTÁRIOS