buscar
por

O ANÚNCIO DO ANJO A JOSÉ

revista vitoria –– ed abril - Espiritualidade - Saint Joseph dream (Kunsthstorisches Museum Wien)Os primeiros destinatários da catequese de Mateus eram os seus conterrâneos Judeus. Por isso, a genealogia de Jesus era importante. Assim descreve Mateus, dentro de seu objetivo catequético, o anúncio sobre esta pessoa admirável e extraordinária.

Como se deu o nascimento de Jesus?

A Palavra de Deus, que se fez humana para assumir a história da humanidade, precisava de uma família como as demais. Aqui surge o protagonismo de José, noivo da Virgem Maria, que Mateus coloca em evidência.

José, o carpinteiro, noivo de Maria de Nazaré era considerado ‘homem justo’. Esta expressão vai além do que poderíamos dizer ‘homem de bem’. José era homem de fé abraâmica! A fé o tornou justo! A Justiça do Alto o justificou! Consideremos o texto de Mateus.

Um fato inusitado em sua vida deixou José perturbado. Sua querida noiva estava grávida. A Lei de Moisés era clara a este respeito. A mulher que cometesse o pecado do adultério costumava ser apedrejada publicamente. José, homem justo, não queria humilhar a sua noiva, Maria, aplicando-lhe a dureza da lei. Não querendo difamá-la resolveu deixá-la, secretamente; enquanto assim pensava, um Anjo do Senhor lhe apareceu em sonhos e disse: “José, filho de Davi, não temas receber Maria por esposa, pois o que nela foi concebido vem do Espírito Santo. Despertando, José fez como o Anjo do Senhor lhe havia mandado e recebeu em sua casa sua esposa” (Mt 1, 20 e).

José, filho de Davi, foi escolhido por Deus para ser o pai adotivo de Jesus, Filho de Deus, mas inserido na história humana, na família de Davi. Um berço humano que acolhe o Divino!
Este quadro tem como centro a pessoa de Jesus. Ao redor de Jesus duas pessoas ocupam lugar de destaque na espiritualidade cristã: Maria e José.

No anúncio do Evangelho de Jesus, pouco se fala sobre a anunciação do Anjo a José. Mas, nele percebemos, claramente, uma vocação e uma missão! José se tornou justo pela fé, dom precioso que recebeu de Deus, e, na escuta, “em sonho” (maneira pedagógica descrita por Mateus para narrar o Mistério da fé dialogal de José com o Anjo de Deus), ouviu uma convocação! José ouviu um chamado e uma missão!

José é chamado para cumprir um novo modo de paternidade, uma paternidade sacramental! Torna-se Sinal da Paternidade Divina! José exerce, sacramentalmente, na história da Salvação, a missão de Deus Pai, sobre o Filho de Deus que se fez humanidade. Filho adotivo de José, descendente de Davi! O nome ‘José’ significa ‘Deus acrescente’, e, o nome de ‘Jesus’ significa ‘Deus salva’.

Com o Mistério da Encarnação do Verbo de Deus surge uma família absolutamente nova na face da terra! Família encarnada, porém, em Terra Nova! Família, Sinal profético do Reino Instaurado pela Palavra Criadora.

Dom Luiz Mancilha Vilela, sscc
Arcebispo emérito

editor1

Arquidiocese

Fundada em 1958 e abrangendo 15 municípios do Estado do Espírito Santo conta com 73 paróquias. Desde 2004 D. Luiz Mancilha Vilela é o arcebispo da arquidiocese.

Mais posts do autor

COMENTÁRIOS