buscar
por

NAS ÁGUAS DO PIRAQUÊ-AÇU

Uma boa sugestão de passeio com a família ou com um grupo de amigos nesta época de verão é o Passeio de Escuna pelo Rio Piraquê-Açu, em Santa Cruz, Aracruz. De lá, partem quatro passeios diários, com duração de duas horas cada um. Após subir por cerca de meia hora pela foz do Piraquê-Açu, em direção à ponte da Rodovia ES 010, a escuna pára próximo a uma plataforma flutuante para que os turistas possam tomar banho no rio.

revista vitoria –– sugestoes escuna

Piraquê-Açu é um nome indígena que significa “Rio do Peixe Grande”. Os peixes grandes, principalmente os robalos, ainda podem ser encontrados na bacia hidrográfica que tem uma extensão de 65 km e abriga o 5º maior manguezal das Américas, com uma grande variedade de espécies.

Este bem incalculável presente nas terras capixabas permanece quase intacto, graças aos indígenas que habitam a região. De barco é possível comprovar a ausência de lixo nas margens e apreciar as águas bem claras, que convidam para o mergulho. Durante o passeio, o que chama a atenção dos turistas é a natureza exuberante e preservada, porém pouco divulgada. Um guia ou roteiro turístico com contatos para agendar o passeio e com informações sobre a região, fazem falta. No entanto, na embarcação existe uma boa estrutura de segurança e pessoas capacitadas para este fim.

revista vitoria –– sugestoes 1

Para completar o passeio, os turistas podem agendar uma visita à Aldeia Temática, localizada às margens do rio, e conhecer um pouco da história e das tradições do povo indígena Guarani.
Fica aqui a sugestão de passeio para capixabas e turistas que visitam a região.

Edebrande Cavalieri
Doutor em Ciência da Religião

editor1

Arquidiocese

Fundada em 1958 e abrangendo 15 municípios do Estado do Espírito Santo conta com 73 paróquias. Desde 2004 D. Luiz Mancilha Vilela é o arcebispo da arquidiocese.

Mais posts do autor

COMENTÁRIOS