buscar
por

Herança Jesuíta em Nova Almeida

2016-10-26_CBCIVitoria3_087-Editar

(Fotografia: André Fachetti)

Os padres da Companhia de Jesus habitaram o litoral do Espírito Santo, entre os anos de 1551 e 1759, e contribuíram com a construção de prédios históricos de várias cidades capixabas.

No município da Serra, mais precisamente na região de Nova Almeida, escolheram uma colina estratégica para fixar moradia e fundarem uma igreja, dedicada aos Reis Magos.

Quem já visitou a Igreja de Nova Almeida pôde perceber que ela fica localizada em um local privilegiado, com vista para o Rio Reis Magos e para a pequena baia, de águas calmas, antigamente habitada pelos índios Tupi-Guarani, catequizados pelos Jesuítas.

A riqueza do que foi construído pode ser percebida no prédio da residência, na Igreja colonial e na imensa praça que ainda hoje recebe as festas natalinas, a procissão do Barco Palermo e a fincada do mastro de São Benedito.

São séculos preservados da memória da Companhia de Jesus e da riqueza cultural que contribuiu para a formação da identidade capixaba.

Aliás, o interior da igreja de Nova Almeida é um prazer à parte de ser visitada e contemplada. Na parte interna encontramos o Altar-Mor, todo em madeira, e um grande quadro, do século XVI, com a Adoração dos Reis Magos (a pintura a óleo sobre madeira mais antiga do Brasil, segundo relato dos historiadores).

A importância do conjunto histórico pode ser percebida na descrição do historiador e antigo Superintendente do “Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional no Espírito Santo”, José Antonio de Carvalho:

“A peça mais rica é o retábulo do altar, de madeira entalhada com certa ingenuidade, sem erudição no talhe, mas com algum conhecimento no projeto do conjunto. Os elementos representados – caras de felinos, cobras coroadas – e certa “rusticidade” no trabalho da talha, faz supor mão de obra indígena em sua execução. Coroa o conjunto do altar o belíssimo quadro dos Reis Magos, pintado sobre madeira e colocado no centro.”

Diovani Favoreto
Historiadora

patrimonio

(Fotografia: André Fachetti)

editor1

Arquidiocese

Fundada em 1958 e abrangendo 15 municípios do Estado do Espírito Santo conta com 73 paróquias. Desde 2004 D. Luiz Mancilha Vilela é o arcebispo da arquidiocese.

Mais posts do autor

COMENTÁRIOS