buscar
por

As diferentes formas de oração: pedir, louvar e agradecer

É normal pedir alguma coisa a Deus, buscar a ajuda dele. Existem também motivos de agradecimento, já que de Deus recebemos tantas coisas boas. E somos chamados a reconhecer a beleza e a bondade que se revelam nas obras de Deus. Portanto, devemos não apenas pedir, mas também louvar e agradecer: somente assim a nossa oração será completa.

No pedido de perdão, com humildade e confiança, reconhecemos a grandeza do nosso Deus de Amor e Misericórdia. E assim, podemos rezar: “Tu és bom e perdoas, Senhor; és cheio de amor com todos os que te invocam” (Sl 86,5). Expressamos arrependimento sincero pelos nossos erros e abrimos o nosso coração para alcançar a mudança que vem de Deus.

Costumamos também fazer pedidos de intercessão. Interceder é pedir a favor de outrem. Na intercessão, aquele que ora, não olha apenas para os seus próprios interesses, mas também se preocupa com os outros (Cf. Fl 2, 4), e chega até a rezar pelos que lhe fazem mal. Pois, como diz Jesus: “… amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem…” (Mt 5,44).

Já, a palavra louvar significa, entre outras coisas, “falar bem de”, “elogiar”, “exaltar”. Portanto, a oração de louvor se presta a enaltecer a grandeza de Deus, por aquilo que Ele é. Louvar a Deus em oração é falar bem dos atributos pessoais de Deus e de seus poderosos feitos. É reconhecer que Deus é Deus! Glorificá-lo não tanto pelo que Ele faz, mas sobretudo porque “Ele é”. Reconhecer a bondade infinita de Deus, alegrando-se pela sua presença em nós.

Expressar o reconhecimento da sua grandeza, dos seus méritos, dos seus atributos incomparáveis e inigualáveis (Cf. Dt 10,21). Nós fomos criados para adorar ao Criador (Cf. Ef 1,5-12), e nunca estaremos completos se não for nesta posição. Adorar com humildade e amor (Cf. Ne 9,5b-6).
E o agradecimento denota gratidão: “Por tudo, dai graças” (1Ts 5,18a). Isto é, em todas as situações. Crendo firmemente e reconhecendo que Deus tem um propósito abençoado em tudo o que nos acontece.

A oração de gratidão é o reconhecimento das maravilhas pelas bênçãos que Deus nos oferece em nossas vidas. Deixar de agradecer a Deus em oração é mesmo que fechar os olhos para a Providência Divina. “Dai graças ao Senhor, porque Ele é bom, eterno é o seu amor.” (1 Cr 16,34).

A oração é, portanto, um meio para você se relacionar com Ele, oferecendo o seu tempo e atenção exclusiva. Ser um cristão de oração é olhar para a vida sob a perspectiva de Deus e confiar Nele, permitindo que nossos caminhos sejam direcionados segundo a sua vontade.

Frei José Wiliam Corrêa de Araujo
Franciscano Capuchinho e Pároco na Santa Clara – Vila Bethania

editor1

Arquidiocese

Fundada em 1958 e abrangendo 15 municípios do Estado do Espírito Santo conta com 73 paróquias. Desde 2004 D. Luiz Mancilha Vilela é o arcebispo da arquidiocese.

Mais posts do autor

COMENTÁRIOS