buscar
por

A IMPORTÂNCIA DA ORAÇÃO EM FAMÍLIA E COM OS FILHOS

Oração: conversa íntima com Deus que fazemos por nós, por nossos amigos, por nossos inimigos, por nossas necessidades, pelas necessidades dos outros, por nossos agradecimentos, e se faz necessária, pois se exprime na relação do homem com Deus.

Somos batizados e através do batismo somos convidados a viver uma relação de proximidade com Deus para fazer com que o Reino de Deus se propague. A Bíblia Sagrada nos dá orientação de como devemos e porque devemos orar e afirma que Deus ouve as orações de seus filhos e não os deixa desamparados. Através do nosso batismo somos convidados a evangelizar, mas essa evangelização deve começar na família que é a igreja doméstica e que deve se reunir para orar todos os dias, criando assim um laço de amizade entre seus membros e Deus. Desde o ventre materno, a criança já deve fazer este contato com o Criador e ser colocada como membro da família de Deus através da oração de seus entes queridos. A oração leva a família a se unir mais, a entender como passar pelas dificuldades, a esperar com fé as promessas de Deus e a acreditar que Deus é maior que tudo.

Porque orar em família?

Quando as pessoas se reúnem em família ao redor da palavra de Deus para orar, elas se desligam das coisas materiais e se ligam ao espiritual, fazem suas súplicas, arrependem–se de suas faltas, buscam a paz interior, pedem a proteção de Deus e alimentam sua fé.

A família é a primeira igreja que a criança conhece e os pais são os primeiros catequistas, por isso a casa deve ser lugar de oração constante e a oração deve levar seus membros a acreditar no poder de Deus, seguir seus mandamentos e participar da vida ativa da igreja.

A família deve fazer diariamente leitura orante da Bíblia e todos devem aprender a meditar a palavra de Deus e colocá-la em sua vida. A oração não será uma repetição de palavras mas sim uma intimidade com a Santíssima Trindade.

Os pais devem orientar seus filhos, de acordo com a idade, a conversar com Deus seja com as orações universais seja com as orações espontâneas. A criança, quando desde cedo é levada a orar, se torna um cristão autentico capaz de vivenciar com amor os momentos de sua vida.

A oração ajuda a entender a palavra de Deus, buscar conhecer Jesus Cristo, segui-lo e conhecer a sua igreja. A família é responsável pela propagação da fé de seus membros.

Estamos vivendo a era da tecnologia que nos beneficia em muita coisa, mas também afasta as pessoas, pois na maioria das famílias já não existe diálogo, porque os pais imaginam que para não serem chatos devem dar aos filhos todo tipo de liberdade. Uma delas é cada um ter seu próprio aparelho de telefone, televisão, tablet, entre outros, e não os atrapalhar durante o uso. Dessa forma vivem na mesma casa, mas não se conhecem, não conversam, não fazem juntos as refeições, e não se reúnem para orar. Os pais se esquecem que Deus confiou a eles a responsabilidade de aceitar os filhos, criá-los dentro da fé cristã e cuidar para que não se percam nos desvios da sociedade.

Mary Coutinho de Mattos
Catequista

editor1

Arquidiocese

Fundada em 1958 e abrangendo 15 municípios do Estado do Espírito Santo conta com 73 paróquias. Desde 2004 D. Luiz Mancilha Vilela é o arcebispo da arquidiocese.

Mais posts do autor

COMENTÁRIOS