buscar
por

A criação da Província Eclesiástica do Espírito Santo

Dom José Joaquim Gonçalves, Bispo da Diocese do Espírito Santo entre 1952 e 1957, traçou um plano para dividir o Bispado em três Dioceses. Era grande sua preocupação com o abandono religioso em que se encontrava toda a região norte do Estado. O processo canônico para a criação da Província Eclesiástica do Espírito Santo foi então enviado à Nunciatura Apostólica e em 1958, quando Dom José já havia deixado a Diocese, o Papa Pio XII criou as Dioceses de Cachoeiro de Itapemirim e São Mateus; e Vitória foi elevada a Arquidiocese. Foi certamente um marco na caminhada e na história da Igreja no Estado do Espírito Santo que, em seguida, viu Dom João Batista da Mota e Albuquerque tomar posse como Arcebispo de Vitória. O primeiro Bispo da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim, Dom Luiz Gonzaga Peluso, tomou posse na Diocese em novembro de 1959. A Diocese de São Mateus recebeu como seu primeiro Bispo, Dom José Dalvit, ordenado na Catedral de Vitória em 1959. Em 1990, considerando o aumento da população e as necessidades espirituais dos fiéis, o Papa João Paulo II, a pedido de Dom Silvestre Luiz Scandian, criou a Diocese de Colatina, desmembrando-a da Arquidiocese de Vitória e nomeou como seu primeiro Bispo, Dom Geraldo Lyrio Rocha que na época era Bispo auxiliar da Arquidiocese de Vitória.

arquivo 0252

Despedida dos sacerdotes da futura Diocese de Cachoeiro, no Seminário Nossa Srª da Penha, em 1959.

arquivo 0516

Dom Armando Lombardi, Núncio Apostólico, Sagrando de Dom José Dalvit, primeiro Bispo da Diocese de São Mateus, na Catedral Metropolitana de Vitória em 29 de junho de 1959. Dom Dalvit era sacerdote comboniano e governou a Diocese de São Mateus até 1970.

Giovana Valfré

Coordenação do CEDOC

editor1

Arquidiocese

Fundada em 1958 e abrangendo 15 municípios do Estado do Espírito Santo conta com 73 paróquias. Desde 2004 D. Luiz Mancilha Vilela é o arcebispo da arquidiocese.

Mais posts do autor

COMENTÁRIOS