buscar
por

Quem disse que o fisioterapeuta esqueceu como usar as mãos?

De todas as partes do corpo, uma das que o ser humano mais utiliza em todas as suas atividades é a mão e foi sobre esse tema que há poucos dias uma amiga jornalista comentou que ao conversar com um fisioterapeuta, este lhe disse a seguinte frase: “o fisioterapeuta esqueceu como usar as mãos” se referindo ao fato de que grande parte dos fisioterapeutas brasileiros trabalham utilizando aparelhos ou outros equipamentos para o tratamento de seus pacientes.

 Nesse momento lembrei-me da época da faculdade onde tive a disciplina de massoterapia para aprender os tipos de massagens para relaxamento muscular. Conhecimento que só apliquei no treinamento com os colegas do curso, pois não era incentivada a utilização da massagem em pacientes para não ser chamado de massagista.

 Saí da faculdade acreditando que para ser um bom fisioterapeuta teria que montar uma clínica cheia de equipamentos e investir muito dinheiro para fazer frente à concorrência.

 Quando voltei para a cidade onde meus pais moravam, procurei emprego em algumas clinicas, mas como o emprego era escasso, fui trabalhar em áreas que não havia aprendido na faculdade, comecei em uma academia avaliando a capacidade física e a postura dos alunos que iriam iniciar as atividades de musculação, ginástica e tae-kwon-do. Também trabalhei na APAE, atendia a domicílio e com hidrocinesioterapia em piscina aquecida.

 Como os ganhos não faziam frente às despesas, até para estudar tinha que negociar adiantamento dos honorários com os pacientes, deixei a casa dos meus pais e saí para procurar emprego em outra cidade (Foz do Iguaçu, PR) e foi ali que algo me chamou a atenção. O fisioterapeuta dono da clínica, além de utilizar aparelhos para o tratamento, passava um creme nos pacientes e fazia massagem no local onde os pacientes referiam dor.

 Tendo melhorado meu rendimento, investia mais da metade do meu salário no aprendizado de novas técnicas para aperfeiçoamento na profissão. Fiz cursos de hidrocinesioterapia, onde o fisioterapeuta usa as mãos para auxiliar o paciente a executar exercícios e relaxamento dentro da piscina com água aquecida, cursos de cinesioterapia, onde o fisioterapeuta usa as mãos para opor resistência e direcionar o movimento do paciente, cursos de terapia manual, onde o fisioterapeuta usa as mãos para executar mobilizações e manobras nas articulações reposicionando os ossos dos pacientes.

 Estava conhecendo um mundo novo na fisioterapia! Aprendendo como o fisioterapeuta deveria realmente usar as mãos para seu trabalho e, após vários cursos, acreditando que poderia ganhar mais trabalhando sozinho, saí do emprego e montei meu consultório onde aplicava as novas técnicas. Realmente deu certo e foi utilizando as mãos para tratar os pacientes que consegui resolver a queixa de dor dos meus pacientes.

 Algumas técnicas de terapia manual utilizam manobras que exigem um grande esforço do fisioterapeuta e, percebi, que se não me cuidasse, eu é que teria problemas com dores na coluna, como é comum ouvir colegas de profissão reclamando e inclusive tendo quadros de hérnia de disco.

Com isso, lá se vão 16 anos desde que conheci em Foz do Iguaçú aquele fisioterapeuta que me causava estranheza por fazer massagem em seus pacientes. E, apesar dele não ter sido o fisioterapeuta que eu considero ideal, o fato é que então, ele já realizava um tratamento tão eficiente para resolver as queixas de dor de seus pacientes, quanto as diferentes terapias que utilizam as mãos que aprendi em todos os cursos que participei.

 Desde a época em que me formei a sofisticação dos aparelhos, bolas, faixas elásticas, ganchos, mesas de tração, máquinas que mais parecem aparelhos de tortura medieval, clínicas que mais parecem academias, a fisioterapia foi construindo a ideia de que fisioterapia se faz com aparelhos e, os mais modernos são mais eficientes. Tornou-se muito comum o paciente querer saber se a clínica tem os aparelhos com tecnologia de ponta para se sentir mais seguro e que a recuperação será mais rápida. Que suas dores serão eliminadas pelos equipamentos de última geração.

 Porém, também é muito comum ouvir de pacientes que foram a várias dessas clínicas que as mesmas mãos que o fisioterapeuta usa para ligar os aparelhos, também usa para segurar a xícara do café ou folhear alguma revista enquanto espera o tempo passar até chegar o momento de trocar o aparelho ou colocar o saquinho de gelo, dando ao paciente a sensação de abandono e desinteresse pelo seu caso.

 Eu que trabalho com as mãos para mobilizar e estimular os nervos para normalizar a comunicação entre o cérebro e o corpo, sei que não há melhor equipamento que a mão humana para perceber as reações do paciente no exato momento que a mobilização está sendo feita em cada parte do corpo. Portanto, a mão é o melhor aparelho que o fisioterapeuta tem a sua disposição.

COMENTÁRIOS