buscar
por

A dor como fator de crescimento

O tato, embora um dos cinco sentidos, é diferente da visão, audição, olfato e paladar. Estes têm as sensações localizadas em partes específicas do corpo, como olhos, ouvidos, nariz e língua respectivamente, já o tato está distribuído por todas as partes de nosso corpo, não somente no tatear das mãos e no contato da pele. O tato é, portanto, o sentido com maior amplitude e pode ser percebido de diferentes formas: dor, coceira, fisgada, formigamento, calor, frio ou qualquer outra sensação em seus ossos, coração, estômago, cabeça, olho, ouvido, ombro, joelho, coluna.

O cérebro percebe nosso corpo através dos nervos, mas são os nervos que não estão funcionando adequadamente, isto é, estão funcionando fora do padrão de normalidade, que transmitem informações erradas para o cérebro.

Quem já sentiu uma pontada no peito, queimação no estômago, dor no ombro ou acordou com a sensação de ter areia nos olhos, foi devido a nervos que estavam funcionando de forma errada. Mas, o pior é quando a pessoa sente lombalgia ou dor no joelho e descobre que já está com hérnia de disco na coluna ou artrose no joelho em grau avançado, pois significa que seus nervos não estavam funcionando e a falta de controle do cérebro sobre o local, provocou enfraquecimento da musculatura desencadeando a lesão.

A primeira reação diante da dor é encolher pra bloquear a dor e, isso realmente acontece, pois ao apertar o nervo, se inibe a condução do estímulo neural, aliviando a dor, mas ao mesmo tempo isso causa a compressão do nervo e retração dos tecidos ligados a esse nervo, diminuindo o tamanho do corpo.

Além do comprometimento físico, a pessoa adota padrões posturais que interferem diretamente no seu comportamento emocional, pois a sensação de incapacidade diante do sofrimento compromete sua autoestima, reduzindo a expectativa de vida.
A dor nada mais é do que um dos componentes do sentido do tato, por vezes muito desagradável, não passa de uma sensação, a manifestação de um corpo que está sendo utilizado de forma inadequada. Somente a atitude de enfrentar o problema torna possível resolver a causa da dor.

A mais valiosa ferramenta que conheço e pratico para o tratamento da dor, é a Cinesioterapia composta por movimentos e alongamentos associados à respiração lenta e suave que mobiliza e estimula o sistema nervoso proporcionando o relaxamento e a expansão de todo organismo.

Depois de 15 anos de estudo sobre percepção corporal pude observar que eu cresci tanto no aspecto físico como no comportamento emocional, e hoje quando estou diante de qualquer problema que me faz encolher, imediatamente percebo, me alongo e, consigo encontrar maneiras mais rápidas para superar as dificuldades.

Por isso considero a dor como um fator de crescimento pessoal e profissional.

COMENTÁRIOS