buscar
por

Novos Diáconos comprometem-se em buscar a santidade e servir

Com muita alegria a Arquidiocese de Vitória acolheu hoje os cinco diáconos em vista do presbiterado ordenados por Dom Luiz Mancilha Vilela, Arcebispo na catedral às 18h. Adriano Souza, Diego Azevedo, Fernando  Silva de Souza, Kleber Santos e Ronaldo Rosa foram apresentados a Dom Luiz pelo diácono permanente, Júlio Bendinelli, confirmados pelo padre Jorge Campos, reitor do Seminário e acolhidos pela Igreja que os escolheu como disse o Arcebispo durante a homilia. A catedral estava repleta de familiares e amigos e também muitos padres, seminaristas e Dom Sevilha, bispo auxiliar de Vitória.

Em alguns momentos da celebração os diáconos se emocionaram e a alegria de todos foi expressa pelo diácono Diego que ao final da celebração foi porta-voz do grupo e se dirigiu à Assembleia. Começou agradecendo a Dom Luiz e pediu licença para chamá-lo de pai, afirmando que esse é o sentimento deles. Lembrou de uma visita de Dom Luiz ao seminário quando ele disse aos seminaristas que se esforçassem no caminho da santidade “se vocês não forem santos não servem para serem cristãos e menos ainda para presbíteros”, dissera Dom Luiz, expressão que levou os recém-ordenados, segundo o Diácono Diego, a assumirem o compromisso de buscar a santidade como atitude de louvor a Deus e que essa santidade será manifestará no serviço à Igreja e principalmente aos mais pobres. Foram feitos agradecimentos a Dom Sevilha, aos formadores, aos amigos do Seminário, aos funcionários, aos colegas, aos presbíteros, às paróquias de origem e as que os acolheram e aos familiares. O agradecimento terminou com uma oração a Nossa Senhora da Vitória feita por Dom Luiz e publicada no livro Vitrais, um hino a Deus Criador.

O Arcebispo durante a homilia acentuou muito que o Diaconato é um serviço e os diáconos devem ser servidores, lavadores de pés. “O diácono é todo de Deus a serviço do irmão”, disse Dom Luiz e acrescentou “vocês vão receber a dalmática, mas o importante é o significado dela. O Papa, os bispos, os presbíteros e diáconos são apenas servos, servidores. Sejam simples, bondosos, jamais vaidosos. Um Papa, bispo, presbítero e diácono vaidoso é uma desgraça. A Igreja não precisa de diáconos vaidosos, precisa de lavadores de pés”.

Dom Luiz também anunciou as paróquias onde os Diáconos prestarão serviço:

Diácono Adriano – paróquia Nossa Senhora de Lourdes em Guarapari

Diácono Diego – paróquia Nossa Senhora da Conceição em Alfredo Chaves

Diácono Fernando – paróquia São Francisco de Assis em Laranjeiras

Diácono Kleber – paróquia São Pedro na Praia do Suá em Vitória

Diácono Ronaldo – paróquia São José em Maruípe

No final da celebração os novos Diáconos receberam os fiéis para abraços e fotos que ficarão na memória e no coração de quem participou.

COMENTÁRIOS