buscar
por

Dicas para reconhecer uma Fake News

O que mais temos visto atualmente nas redes sociais nesse período que antecede as Eleições 2018 é a disseminação de informações sobre os candidatos à presidência da República. Muitas delas, no entanto, se tratam das famosas Fake News, informações falsas criadas de forma estratégica, no caso das eleições, com a intenção de confundir e influenciar os resultados.

É preciso estar atendo à divulgação dessas informações, pois nem sempre é fácil identificar a veracidade dessas notícias, principalmente porque muitas delas dialogam com a vontade das pessoas em querer que elas realmente sejam verdade.

Por isso, antes de compartilhar informações é sempre bom analisar com bom senso. Para isso algumas dicas são dadas por especialistas para que, caso haja algum indício que leve a suspeitar da veracidade da informação, a melhor opção é não compartilhar.

Na reportagem “Boatos e desinformação nas redes sociais”, divulgada na Revista Vitória em julho de 2017, o especialista em Segurança da Informação, Gilberto Sudré orienta que a primeira atitude é verificar o site no qual a notícia foi divulgada. Sites sem referências de profissionais, com nomes estranhos, com erros de português e que não pertençam a nenhum veículo jornalísticos conhecido não tem credibilidade.

Desconfie também quando a notícia é boa demais e quando envolve revelações bombásticas sobre os envolvidos. Outra dica é realizar uma pesquisa nos grandes portais de notícias para saber como eles estão tratando a informação, caso a tenham divulgado. Se não há registro nesses sites mais conhecidos, a notícia provavelmente é falsa.

Para finalizar, existem no Brasil vários sites que checam boatos e mentiras em forma de notícia. Durante as eleições, o principal é o Projeto Comprova, que reúne jornalistas de 24 veículos para checar o que anda circulando nas redes sociais ou no WhatsApp. Mas há outras iniciativas como a Agência Lupa (Revista Piauí), o Aos Fatos e o Truco (Agência Pública), Boatos.org, E-farsas e Fato ou Fake (Organizações Globo).

 

 

 

COMENTÁRIOS