buscar
por

Detentos montam rosários para visita do Papa no Peru

Trezentos mil rosários estão sendo fabricados manualmente por detentos de 12 presídios peruanos e serão vendidos para arrecadar fundos para financiar a visita do Papa Francisco, que chega em Lima, capital do Peru, no dia 18 de janeiro.

São 1.260 detentos, homens e mulheres, de 12 prisões que estão confeccionando os rosários com pequenas contas de madeira com o rosto do Papa Francisco e um crucifixo. As peças são colocadas pacientemente em um fio de nylon.

Do total de rosários, mais de 33 mil rosários foram montados por detentas peruanas da prisão feminina Virgem de Fátima, localizada no distrito peruano de Chorrillos, no sul de Lima. Os rosários foram encomendados pelo Arcebispado de Lima para serem vendidos nas paróquias da cidade e na missa campal que o papa Francisco vai celebrar em Lima.

As detentas de Virgem de Fátima têm a esperança de receber a visita de Francisco durante a estaia dele no país. Para elas, o fato de estarem montando os rosários significa que estão mais próximas de Deus e têm certeza que suas faltas e delitos estão sendo perdoados por Ele.

“Queremos que o Papa interceda por nossa liberdade. Com os rosários, estamos mais perto do Senhor, cada vez que os monto, sinto uma paz interior.Seria uma bênção se ele viesse a esta cadeia. Somos pessoas que cometeram delitos, mas acho que já pagamos, estas lágrimas não são de pena, são de felicidade”, afirmou Margarita Benavente, sentenciada a 13 anos por furto.

O sacerdote Luis Gaspar, da equipe organizadora da visita do Papa, contou que parte do dinheiro arrecadado com as vendas dos rosários financiará o transporte e a alimentação dos 9.000 jovens voluntários que terão a função de guardas papais. Outra parte do dinheiro será para os reclusos que trabalharam nos rosários.

O Francisco visitará Puerto Maldonado, na região amazônica peruana, e a cidade de Trujillo, no litoral norte, e oficiará uma missa campal no domingo, dia 21, na base aérea Las Palmas, não muito longe do presídio da Virgem de Fátima.

 

COMENTÁRIOS