buscar
por

Missa de Lava-pés foi celebrada na Comunidade Imaculado Coração de Maria no Morro do Moscoso

Pela primeira vez a Comunidade Imaculado Coração de Maria no Morro do Moscoso celebrou a missa de Lava-pés e na mesma ocasião recebeu com alegria o Arcebispo de Vitória, Dom Dario Campos, que presidiu a cerimônia. A iniciativa foi do Arcebispo que optou por celebrar na comunidade, como forma de oferecer-lhe uma oportunidade que nunca tinha acontecido.

DSC04133

Além dos membros da Comunidade, outros de outras comunidades do entorno também compareceram e tudo terminou com uma confraternização.

Antes de lavar os pés às pessoas da comunidade, Dom Dario explicou o contexto em que se deu a última ceia e insistiu no diálogo de Jesus com Pedro. Primeiro não quer deixar Jesus lavar-lhe os pés e Jesus chamou sua atenção, depois queria que Jesus lavasse todo o seu corpo e novamente Jesus chamou sua atenção. Lavar os pés era um serviço prestado pelos servidores das famílias com posses e essa era a mensagem de Jesus: ensinar o serviço.
Depois, Dom Dario lavou os pés de doze pessoas escolhidas pela comunidade e confraternizou com a comunidade e os visitantes.

DSC04183

Dom Dario também acentuou a necessidade do serviço e da união na comunidade. A história que contou hoje foi de um pai que tinha 4 filhos e na hora da morte chamou os 4 sabendo que entre eles o mais novo desejava sua morte para pegar a herança. Pediu então a cada um que buscasse uma vara de bambu e lhe trouxesse. Todos obedeceram, mas o mais novo contrariado uma vara pequena enquanto pensava para que o pai fazia esse pedido quase na hora da morte. Quando voltaram o pai pediu a cada um que quebrasse a vara no meio e logo após interrogou-os sobre a dificuldade. Todos responderam que foi muito fácil. O pai disse: agora temos 8 varas. Chamou o filho mais novo e pediu-lhe que juntasse todas as varas e as quebrasse todas juntas. Ele tentou, mas não conseguiu. O pai concluiu: construímos nosso patrimônio juntos. Se vocês permanecerem unidos continuarão fortes, separados facilmente quebram. Com essa história, o Arcebispo retomou refrão que Dom Dario tem repetido desde que assumiu a Arquidiocese de Vitória: fraternidade e comunhão em cada comunidade.

Ao termino da Celebração foi feito o translado do santíssimo Sacramento e a comunidade deu início à vigília de oração. A Liturgia iniciada hoje termina com a Vigília Pascal no Sábado Santo.

COMENTÁRIOS