buscar
por

Campanha Internacional para a Abolição das Armas Nucleares ganha Nobel da Paz 2017

A vencedora do Prêmio Nobel da Paz 2017 foi a Campanha Internacional para a Abolição das Armas Nucleares (Ican). A organização,  que reúne mais de 400 entidades e ONGs com representação em mais de 100 nações, foi premiada por chamar a atenção para as consequências catastróficas do uso de armas nucleares e pelos seus esforços inovadores para conseguir a proibição do uso dessas armas.

Ao anunciar a premiação, realizada na manhã desta sexta-feira em Oslo, na Noruega,   Berit Reiss-Andersen, líder do Comitê Norueguês do Nobel, disse que o risco do uso das armas nucleares atualmente é muito maior do que há alguns anos.

A líder da associação, Beatrice Fihn direcionou uma mensagem ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump e ao líder norte-coreano Kim Jong-Un, e foi enfática em sua colocação

“As armas nucleares são ilegais. A ameaça de usar armas nucleares é ilegal. Ter armas nucleares, desenvolver armas nucleares é ilegal. Eles precisam parar”, declarou.

Papa Francisco

Frequentemente o Papa Francisco tem se posicionado contra as armas nucleares. Em agosto, através de sua conta oficial no Twitter, ele escreveu: “Comprometamo-nos por um mundo sem armas nucleares, aplicando o Tratado de não-proliferação para abolir estes instrumentos de morte”, disse o Pontífice.

Em março, ele escreveu uma carta a uma conferência temática da ONU, afirmando que é possível construir um mundo sem armas nucleares e encorajou os países da Organização das Nações Unidas (ONU) a persistirem nesse objetivo.

 

COMENTÁRIOS