buscar
por

Bandeiras, flores e fé na Procissão Luminosa

Bandeiras coloridas, flores, a iluminação das velas e a emoção dos fiéis junto à imagem de Santo Antônio, transformaram as ruas de Vitória por onde passou a procissão luminosa no início da noite deste domingo. Foi com um viva a Santo Antônio, outro a Nossa Senhora da Vitória e com uma benção especial dada pelo padre Renato Criste, que os fiéis seguiram da Praça da Catedral rumo à Basílica de Santo Antônio.

A sétima procissão luminosa aconteceu enaltecendo o Ano do Laicato e a comemoração dos 60 anos da Arquidiocese de Vitória. Antes da saída, foi realizada o décimo dia do Trezena de Santo Antônio na Catedral

Padre Camilato explicou que a procissão luminosa, que já virou uma tradição dentro das festividades do padroeiro, se faz porque a fé é iluminadora e representa a luz  que somos. ” Jesus nos fala: “Vós sois o sal da terra. Vós sois a a luz do mundo (Mt 5),  por isso levamos as velas acesas”,  afirmou Padre Roberto Camilato.

O padre explicou ainda que Santo Antônio também é padroeiro da cidade de Vitória. ” Dom José Joaquim Gonçalves, em 1056, pediu ao Papa Pio XII que proclamasse Nossa Senhora da Vitória e Santo Antônio Padroeiros da cidade de Vitória. O pedido se deveu ao fato dos índios, que inicialmente chamavam Vitória de Ilha do Mel, terem a chamado de Ilha de Santo Antônio e mais tarde de Vila Nova de Nossa Senhora da Vitória. Ele intuiu  que pudesse pedir isto ao papa e foi atendido”, contou.

Após a chegada da procissão à Basílica, houve a celebração de uma missa.

COMENTÁRIOS