buscar
por

A Senhora das Alegrias é a Mãe de Jesus, a Virgem da Penha

 

“A Senhora das Alegrias é a mesma Nossa Senhora das dores, do amparo, de todos os títulos porque é a mesma mãe de Jesus”, foi assim que o Arcebispo de Vitória, Dom Luiz Mancilha Vilela iniciou a homilia neste primeiro dia do Oitavário da Festa da Penha.

Inter-agindo com os fiéis, Dom Luiz perguntei qual o título de Nossa Senhora na Sexta-Feira Santa e teve como resposta que é Nossa Senhora das dores, hoje a mesma Nossa Senhora é das Alegrias porque participa da vitória de sei Filho sobre a morte. Qual a mãe que não sofre e não se alegra com seu filho?

Às 14h30 o Campinho já acolhia muitos devotos para iniciar a preparação da Festa. Os frades do Convento rezaram, cantaram e pregaram sobre a Festa da padroeira do Estado. Depois preparada pela área pastoral Vila Velha sob a presidência do Arcebispo e os co-celebrantes, o Bispo Auxiliar, os padres das paróquias de Vila Velha e do Convento aconteceu a missa com a entrada solene da imagem de Nossa Senhora da Penha.

No final da Celebração, pe. Robson Pratti agradeceu as presenças e pediu a intercessão de Nossa Senhora pelos bispos e os padres presentes e entoou o canto “Ó minha Senhora”.

Dom Luiz abençoou os fiéis e desejou a todos uma Feliz Páscoa e o frei Paulo Roberto, guardião do Convento lembrou os horários das celebrações e pediu cuidado com o meio-ambiente e com a saúde.

Na Ação de Graças uma jovem leu uma mensagem que contempla o significado da proposta da Festa deste ano “Virgem da Penha é…”

É Páscoa, “o dia que o Senhor fez para nós; alegremo-nos nele”! O entusiasmo toma conta dos corações de todos os batizados.

É um novo dia, um novo tempo, o ressuscitado vive entre nós, aleluia, aleluia, aleluia.

Ele se faz presente em nosso olhar que expressa esperança, em nossas mãos que agradecem, em nossas palavras que anunciam e em nossos pés

que se colocam a caminho.

No caminho das alegrias da ressurreição, contemplamos Maria, mulher forte, filha obediente, esposa dedicada, acolhedora do plano de salvação, serva fiel, peregrina incansável, senhora do silêncio, missionária do amor, ou simplesmente Maria. A primeira cristã que nos ensina a rezar, a crescer na fé e na intimidade do Senhor, fazendo-nos cada vez mais, sinais do Reino, sinais da paz e de amor.

Celebrando Nossa Senhora das Alegrias, a Virgem da Penha, queremos nos

alegrar, com ela, num novo caminhar, cheio de luz e esperanças renovadas, tendo em nosso pensamento o mandado de Cristo: “Façam isto em memória de mim”, para que assim, nossos olhos se abram, nossa boca anuncie, nossas mãos sirvam, nossos pés deixem marcas e o nosso coração aqueça. Todos os sentidos e todo o nosso ser se tornem um em Cristo. “Já não sou eu que vivo, mas é Cristo que vive em mim” (Gl 2, 20) e como Maria dizer com firmeza: Eis aqui a serva, eis aqui o servo do Senhor, faça-se em mim segundo a vossa vontade.

Feliz Páscoa! Banhada pelas alegrias de Maria.

As celebrações do Oitavário acontecem até o próximo sábado no Campinho do Convento às 14h30.

Após o Oitavário famílias levaram crianças até Dom Luiz pedindo que as abençoasse.

6c18da4f-b4e1-4abf-8ef3-d5cd78e106ce e979b823-10fb-462f-a067-a60357316335

COMENTÁRIOS